sábado, setembro 04, 2010

Talvez o amor esteja longe agora, mas ele volta...





     Vanessa sempre acreditou em contos de fadas e príncipes encantados, sempre sonhava com o dia em que conheceria o seu verdadeiro amor, que eles passariam por uma dificuldade ou outra, mas isso não importava, ela o amaria de todo o coração e ele faria tudo pelo bem dela. Durante muito tempo esse foi o sonho dela, depois de algumas decepções amorosas, algumas tentativas fracassadas de encontrar o tal príncipe ela descobriu que o coração é apenas um órgão pulsante, que contos de fadas são apenas historias para fazer com que as crianças durmam, e o amor era apenas uma utopia.
      O tempo continuou passando e nada mudava, sofreu mais algumas decepções que não a abalaram muito, pois já havia prometido que não choraria por amor. Cresceu e aprendeu tantas coisas, sempre foi uma ótima aluna, tinha tantos amigos e quando digo amigos me refiro aos de verdade, àqueles que são quase irmãos e estão sempre ao nosso lado. Os anos foram passando lentamente e a idéia de príncipe encantado não passava mais pela sua cabeça, já era uma mulher adulta inteligente e sabia exatamente o que queria, sempre teve amigos de verdade, sua família não era a melhor do mundo, mas de qualquer maneira era tudo o que tinha. Sua mãe sempre a apoiava e queria sempre que fosse feliz e encontrasse um marido, que tivesse filhos e ela sempre retrucada dizendo: “Mãe, eu sou feliz, tenho tudo o que qualquer um pode querer e durante todos esses anos nunca encontrei o homem que me fizesse realmente feliz, mas se eu o encontrar não se preocupe. Saberei o que fazer”. Sua mãe sempre a olhava com os olhos brilhando, cheia de esperança e no fundo torcia para que sua filha encontrasse o tal amor.
      Vanessa sabia dividir seu tempo entre seus amigos, sua família, seu trabalho e seus namoros. Nunca amou de verdade seus namorados, mas sempre gostou muito de todos eles e os mesmos sabiam, elas era uma boa companheira e sempre soube ser amável. Não estou lhes dizendo que era perfeita, longe disso, era apenas despreocupada, evitava tudo que pudesse lhe fazer chorar ou perder seu tempo. Era forte.
      Mais alguns anos se passaram, vários aborrecimentos, algumas brigas de casal, vários namorados que se foram alegando que era fria e não amava ninguém. Sua idade foi aumentando com o passar do tempo e ainda não havia encontrado seu verdadeiro amor. Passou por um período difícil quando seu pai faleceu e acabou trazendo sua mãe para sua casa. Ah, como ela amava a presença de sua mãe ali, que sempre dava bons conselhos e sempre lhe cobrava netos e um genro. Vanessa notou que o tempo estava passando depressa e que ter um filho seria uma boa idéia, mas não queria se casar, mas faria isso para sua mãe ser feliz e na verdade não custaria nada, até parecia ser uma boa idéia. Então ela conversou com Henrique, com quem namorava há dois anos. Decidiram se casar. teve dois filhos e a cada dia ela era mais feliz, completou dez anos de casada e algum tempo depois sua mãe também faleceu, ficou de luto por um bom tempo, mas seu marido sempre preocupado a protegeu e a fez feliz durante muito tempo.
      Vanessa e Henrique permaneceram casados até o fim de suas vidas, ela se foi primeiro, ficou muito doente e ainda era feliz, percebeu que amava seu marido e que durante toda a sua vida esteve cercada de amor, descobriu que o amor não é apenas entre um casal, mas que o amor está presente nos laços afetivos que você tem; como o amor de seus amigos e dos seus familiares. Durante seus últimos suspiros ela notou que contos de fadas são apenas historias para fazer com que as crianças durmam, a vida é diferente, é real...

12 Lembrete(s):

'Lara Mello disse...

Se for verdadeiro..Ele volta!

'Lara Mello disse...

Nossa!Muito lindo seu texto..Diferente de muitos que sempre pregam contos de fadas..Tb não acredito em principies e cavalos brancos..

RuteRita disse...

Que lindooo o:

Ariana disse...

Texto perfeito, eu nunca acreditei em princípes!

E se for verdadeiro vai permanecer e voltar , caso não aconteça é pq simplesmente não era pra acontecer!

bjos

Isabel disse...

Obrigada minha querida.
Texto lindo *.*

RuteRita disse...

muito obrigada querida

Luiza disse...

a menina que acredita sempre descobre que as coisas não são bem assim. adorei a ideia realista do seu texto, acho que é com isso que devemos nos acostumar. beijos

amy disse...

texto liindo! *-*
;*

tamara furlan disse...

e a gabriel arrazou na escrita! ;@

danó disse...

está lindo minha querida!
beijinho*

Samarav disse...

que frase linda, e espero mesmo que volte :s

Bia disse...

E o bom é quando percebemos que a nossa realidade é bem melhor do que a fantasia , né ? :)
Meuito lindo , adorei !
Beijos :*

Postar um comentário

Enquanto eu tiver perguntas e não houver respostas... Continuarei a escrever.

~ Clarice Lispector

 

Copyright © 2010 { Something } | Blogger Templates by Splashy Templates | Free PSD Design by Amuki